Castanho Iluminado e Morena Iluminada: Aprenda como Cuidar

Por deixar o visual extremamente elegante, a tonalidade castanha é tendência em todas as estações do ano. No entanto, apesar de lindos por si só, o cabelo castanho iluminado também precisa de cuidados para manter uma cor sempre iluminada e vibrante.

Dessa forma, torna-se indispensável conhecer os principais produtos que evitam problemas como o ressecamento e o efeito quebradiço. Pensando nisso, o Colorista Thiago Cardoso, explica todos os truques indispensáveis para preservar a nuance castanha brilhante e saudável.
Quer saber mais sobre o assunto? Abaixo, apresentamos as seis dicas infalíveis listadas pelo expert, bem como diferentes formas de conquistar um cabelo castanho iluminado com aparência natural. Confira!

1. Destaque e Proteja a Cor com Produtos Profissionais

Diferente do que muitas pessoas acreditam, o cabelo castanho iluminado também precisa de cuidados adequados para se manter bonito. De acordo com o especialista, as melaninas presentes nas madeixas dessa cor tendem a sofrer oxidação por fatores externos, como o sol e a poluição. Sem os tratamentos específicos, elas podem acabar com um aspecto queimado e sem vida — o que nenhuma mulher deseja.

Sendo assim, ao se cuidar das madeixas diariamente, as preocupações devem ir muito além da hidratação comum. Um tratamento profissional bastante indicado é o banho de brilho com tonalizante. O produto, misturado com um hidratante potencializado, precisa ter exatamente a mesma tonalidade das mechas. Dessa forma, torna-se mais fácil evitar ressecamentos e manter a cor revigorada.

Outro fator importante é escolher xampoos e condicionadores próprios, garantindo assim um efeito brilhante e cores intensificadas após os processos de coloração.

Para auxiliar no fechamento das escamas capilares, aplique silicone nos fios secos ou úmidos. 

Tome cuidado, no entanto, com os sprays fixadores. Esses produtos aceleram o processo de desbotamento da cor e devem ser usados apenas em ocasiões especiais, em que o penteado precisa durar mais tempo.

Por fim, vale lembrar que os cabelos naturais também precisam de cuidados, como o uso de protetores térmicos e hidratações periódicas.

2. Escolha o tom adequado para valorizar o visual

A coloração marrom pode ser adotada em tons variados, como acobreados, fundo dourado vibrante, nuances quentes e terrosos frios e escuros. Todavia, um equívoco recorrente é escolher uma cor relacionada ao castanho dourado sem se preocupar com o contraste do visual final. Sendo assim, a orientação de um profissional faz toda a diferença no momento de interpretar a paleta de cores das madeixas.

“Minha indicação para que a cliente alcance um look harmônico é lembrar sempre que peles morenas combinam melhor com cores de temperatura alta, enquanto as mais claras devem dar preferência às mais frias. Dessa forma, evitamos um contraste muito grande entre o cabelo e o rosto, o que pesaria todo o visual”, alerta o especialista.

Lembre-se, também, de que a cor da sobrancelha deve ser semelhante ao tom dos cabelos. O efeito ajuda a iluminar o rosto e, consequentemente, destaca a aparência alinhada dos fios.

3. Aposte em cortes com movimento para destacar a cor

Por ser uma cor de efeito profundo, o marrom precisa de movimento para ganhar vida e se destacar. Por isso, alguns cortes são mais indicados para os fios dessa cor do que outros.

Segundo Thiago Cardoso, estilos com mais graduações são ideais para esse caso, já que criam um efeito de leveza nos fios. Para quem deseja manter o comprimento, a sugestão é apostar em muitas camadas, principalmente nas pontas e no queixo.Já para as mulheres que preferem o tamanho médio, o profissional indica uma franja desfiada na altura dos olhos, com base e comprimento mais retos.“Dessa forma mantemos o volume controlado, principalmente em cabelos de textura mais grossa, e concedemos balanço e movimento, o que valoriza a coloração marrom”, ressalta.

Lembre-se de que o formato do corte e a textura das mechas precisam combinar também com o desenho do seu rosto. Veja alguns exemplos de cortes que destacam a tonalidade:

Long Bob: o modelo altera completamente o visual das madeixas, destacando o iluminado dos fios;

Degradê: extremamente moderno, traz elegância e praticidade ao visual;

Blunt Cut: com a base reta, o corte médio deixa a tonalidade bem marcada;

Desfiado: trata-se de uma opção democrática que vai bem com todos os tipos de textura. A técnica é utilizada especificamente para suavizar outros tipos de cortes.

4. Invista em finalizadores na hora de estilizar os fios

Outra dica para manter o castanho iluminado sempre vívido são os finalizadores. O produto garante efeitos específicos para o cabelo e ainda protege a fibra capilar. Entre as principais indicações do profissional, está o BC Oil Miracle Brazilnut Oil em Spray da Schwarzkopf Professional. Para melhores resultados, aplique-o em todo o comprimento após a estilização capilar. Além de garantir um brilho potencializado, a composição ainda evita o aparecimento do temido frizz.

Thiago também destaca que madeixas mais escuras podem ganhar um aspecto opaco nos dias seguintes à lavagem. Para evitar que isso aconteça, é necessário ter sempre em mãos um bom shampoo seco.“O Osis+ Refresh Dust pode ser aplicado diretamente na raiz, devolvendo o brilho e o movimento aos cabelos em apenas alguns minutos”, garante.Outro ponto importante é o processo de escurecimento do tom. Caso você tenha feito a transição de uma cor mais clara, torna-se necessário evitar danos em longo prazo, uma vez que existe a possibilidade do cabelo manchar durante e após a coloração.

Por isso, converse bem com o especialista sobre a manutenção correta.Uma boa sugestão é que a mudança seja feita aos poucos. Assim, pode-se também calcular o tom ideal de acordo com a particularidade da textura capilar e as características da pele.Caso a raiz seja muito clara ou tenha alguns cabelos brancos, será preciso fazer um retoque a cada 30 dias para manter o efeito iluminado da extensão.

5. Priorize a reconstrução capilar na rotina de cuidados

Após um processo químico, os fios precisam repor as suas prioridades naturais. Sendo assim, investir em reconstrução é extremamente importante para deixar a fibra capilar forte, saudável e hidratada.O tratamento, também chamado de botox ou reposição de massa, elimina o aspecto ressecado das mechas. De forma simples, o cabelo é lavado duas vezes seguidas com produtos diferentes.

A primeira etapa garante a limpeza profunda do couro cabeludo. Já a segunda, proporciona hidratação ao eliminar o aspecto áspero.Logo depois, o profissional aplica um creme revitalizante que age por aproximadamente 15 minutos em um secador de torre, sendo o tempo médio de todas as etapas de 20 a 30 minutos. Para melhores resultados, você pode investir em produtos com aminoácidos e queratina nos cuidados caseiros. A cada lavagem, é importante repor a água e os nutrientes perdidos pelas agressões químicas. Para isso, aposte nos óleos naturais, que fortalecem os fios frágeis e danificados. Abaixo, conheça algumas indicações:

Óleo de abacate: ideal para tratamentos hidratantes, esse óleo possui vitaminas A, B, D e E, além de atuar como um suavizante contra os fios pesados;

Azeite de Oliva: oferece elasticidade às madeixas e hidrata por completo. Além da maciez, ele ainda elimina as caspas por meio de poderosos antioxidantes;

Óleo de Coco: uma opção extremamente leve e que pode ser usada com mais frequência. Sua nutrição penetra na fibra capilar da raiz até as pontas, oferecendo diversos nutrientes responsáveis pelo brilho, maciez e alinhamento;

Óleo de Amêndoas: traz um efeito de selagem aos cabelos, formando uma proteção que garante durabilidade à hidratação. Outro efeito poderoso é a nutrição contra danos e queda dos fios.

Apesar da série de benefícios, o tratamento com óleos não deve ser realizado diariamente. Novamente, tudo depende da sua textura capilar: caso tenha madeixas finas, o ideal é usá-los apenas em 4 lavagens durante o mês. Já nos cabelos secos e naturalmente grossos, o procedimento pode ser feito até 3 vezes por semana.

6. Fuja de hábitos que prejudicam o efeito luminoso

Mesmo cumprindo um bom cronograma capilar, seu castanho pode acabar perdendo o efeito luminoso. Trata-se de algo comum, já que a maioria das mulheres possui diversos hábitos que são prejudiciais aos fios, proporcionando uma aparência opaca no dia a dia.Um dos exemplos mais comuns é a forma de pentear e amarrar os cabelos. O processo de pentear precisa ser bastante suave nas partes embaraçadas, já que a agressividade danifica o tom das mechas, diminui o brilho e provoca ressecamento. Sendo assim, comece penteando as pontas e siga para a raiz.

O rabo de cavalo preso com elástico muito apertado costuma quebrar os fios. Por isso, ao fazer um penteado, observe sempre se está sentido dor ou repuxados em alguma parte da cabeça.Outro ponto importante para ter cabelos saudáveis é cuidar da saúde com uma alimentação adequada. Engana-se quem pensa que a dieta não está diretamente ligada à beleza capilar.

O ideal é investir em um cardápio rico em grãos, frutas e vegetais alaranjados, proteínas de carne vermelha, soja e oleaginosas.Os benefícios vão muito além das madeixas fortalecidas, já que as vitaminas e nutrientes dos alimentos também ajudam no crescimento das unhas e garantem o aspecto hidratado da pele.

 

Agora que você já sabe como deixar os cabelos castanhos sempre bem cuidados e iluminados, não deixe de seguir nossas dicas e aproveitar ao máximo a beleza da cor marrom, que está sempre no topo das tendências! Lembre-se, no entanto, de prestar atenção na harmonização completa do corte, coloração e tonalidade da pele. Afinal, como você pode perceber, um visual moderno e elegante depende de diversos fatores importantes.

Gostou das informações deste artigo? Entre em contato com o Color Boutique e conheça as principais especialidades em coloração e hairstyling!

 

Fonte: Brianz Cosméticos

Instituto Fios de Ouro

Queda de Cabelo Feminino| Conheça as Principais Causas

Você encontra muitos fios de cabelo no travesseiro e quando você escova parece tirar um tufo inteira de cabelo? Cuidado, você pode estar perdendo mais fios do que o normal. Conheça aqui as principais causas que podem levar a perda de cabelo feminina.

É normal perder de 50 a 100 fios de cabelo por dia. Mas segundo a Harvard Medical School, uma em cada três mulheres perdem mais do que isso. Há diversos elementos que podem ser responsáveis pelo aumento da queda de cabelos, incluindo genética, hormônios, medicamentos , estresse e até mesmo seu estilo de vida e cuidados diários com os cabelos.

A boa notícia é que muitas das causas de queda de cabelos podem ser tratadas e seus fios podem voltar a crescer normalmente após passar o evento que desencadeou a queda.

Calvice Genética

Você já deve ter ouvido falar da calvície masculina, que é bem mais comum que a feminina. Porém, mais de 21 milhões de mulheres nos EUA nascem com a versão feminina dessa condição, também chamada de Alopecia Androgenética, a principal causa de perda de cabelo em ambos os sexos. Esta é uma forma de queda de cabelos hereditária, determinada geneticamente e que começa a se desenvolver na adolescência,  quando os estímulos hormonais começam a aparecer.

Nos homens, o cabelo tende a ficar ralo na coroa e na região frontal (as conhecidas “entradas”) e pode levar a careca total. Nas mulheres, geralmente começa no topo da cabeça e progressivamente os cabelos ficam ralos, deixando o couro cabeludo exposto, com um aspecto parecido com uma árvore de natal com ramos desbastados. Porém, as mulheres raramente perdem todo o cabelo, em vez disso, seus cabelos tendem a ficar escassos, dando uma aparência de transparência no couro cabeludo. Geralmente os sintomas começam a aparecer mais fortemente depois das 40 e continuam pela sua vida.

Neste caso, o ideal é procurar um dermatologista ou médico tricologista, que podem receitar remédios para estacionar o processo e ajudar a recuperar a perda dos cabelos.  Segundo o International Journal of Women’s Dermatology, há diversos tratamentos hormonais que podem ajudar: Anticoncepcionais, Espironolactona, Ciproterona e Finasterida. 

Hormônios

As novas mamães às vezes se deparam com o cabelo caindo em tufos. A culpa é dos níveis de estrogênio que afundam após o parto . O cabelo geralmente reaparece quando os hormônios se estabilizam.

A Menopausa é outro gatilho hormonal para perda de cabelo temporária. Mais uma vez, seu cabelo vai crescer novamente, mas pode não ser tão cheio quanto antes.

Condições Médicas

A perda de cabelo pode ser um sinal de uma outra doença ou pode acontecer depois de uma doença e seus tratamentos. Por exemplo:

  • Doenças da tireoide.
  • Anemia (baixo teor de ferro no sangue).
  • Micose , que pode se espalhar de pessoa para pessoa e pode causar calvície.
  • Infecções ou febre alta.
  • Radiação e quimioterapia para câncer.
  • Doença auto-imune chamada Alopecia Areata: seu próprio corpo ataca seu cabelo, resultando em falhas circulares sem cabelos.
  • Alopecia Cicatricial, quando o cabelo começa a cair do meio do couro cabeludo e se espalha, deixando partes do couro cabeludo lisas e brilhantes  e pode originar cicatrizes nas áreas afetadas.
  • Diabetes.
  • Pílulas anticoncepcionais , diluentes de sangue e alguns esteróides.
  • Medicamentos que tratam artrite, depressão, gota, problemas cardíacos e pressão alta.

Nestes casos, na maioria das vezes a perda de cabelo é temporária e cresce de volta.

Estresse

O estresse é um grande transtorno da vida moderna. Pode ser desencadeado por uma morte na família, um divórcio ou desemprego e custar um pedaço do seu cabelo. Um choque repentino ou uma doença podem levar a uma condição chamada Eflúvio Telógeno, que se caracteriza pelo aumento na queda diária dos cabelos. Normalmente é percebido quando uma grande quantidade de seu cabelo cai enquanto você penteia ou lava.

O estresse também pode levar a uma desordem comportamental que gera um impulso incontrolável de arrancar cabelos da cabeça, das sobrancelhas e de outros lugares. Chama-se Tricotilomania e é uma maneira inconsciente de aliviar a tensão, a frustração e outros sentimentos desconfortáveis.

Dieta e Nutrição

Em geral a razão é a falta de nutrientes ou excesso de suplementos alimentares.

  • Perda peso (em geral mais de 10 kilos) em pouco tempo. A perda de cabelo geralmente aparece 3 a 6 meses depois de perder o peso e o cabelo volta a crescer novamente sem ajuda.
  • Falta de Ferro, Proteína e outros nutrientes
  • Vitamina A em excesso (geralmente com suplementos )
  • Anorexia (restringindo-se severamente de comida) e Bulimia (vomitando de propósito depois de comer)

Hábitos de Cuidados com o Cabelo

Se você usa o cabelo puxado para trás em um rabo de cavalo por um longo tempo, cuidado! Este hábito acaba causando danos físicos ao cabelo, como quebra, porosidade, ressecamento e redução do crescimento.  Outros hábitos que podem levar a problemas que de queda do cabelo incluem:

  • Alta temperatura de um secador de cabelos ou chapinha
  • Produtos químicos para alisamento e permanentes
  • Cabelos puxados com clipes, bandas ou alfinete
  • Excesso de lavagem ou escovação e pentear demais, especialmente quando seus fios estão molhados

→ VEJA AQUI: MUDE ALGUNS HÁBITOS DE CUIDADOS COM OS CABELOS PARA TER FIOS BONITOS SEM GASTAR UMA FORTUNA


Diagnóstico

Seu médico pode se concentrar no que está por trás de sua perda de cabelo com diferentes testes que provavelmente começarão com um exame físico e o entendimento do seu histórico familiar e médico. Em alguns casos são necessários diversos testes até identificar-se a causa, por exemplo: 

  • Exames de sangue para encontrar problemas como falta de ferro e doenças da tireóide .
  • Exame de eixo de cabelo:  usando um microscópio de luz, seu médico irá verificar se há alguma desordem no eixo do seu cabelo.
  • Teste de tração: puxando um pedaço do seu cabelo para ter uma idéia aproximada de quanto de seus fios estão sendo perdidos.
  • Exame do couro cabeludo: seu médico irá verificar se há alguma infecção ou inchaço e ver onde o cabelo está caindo. Isso pode ajudar a descobrir se você tem queda de cabelo genética.
  • Biópsia: amostras de pele do couro cabeludo são raspadas e coletadas e enviadas para um laboratório fazer testes. Isso pode dar ao seu médico uma visão mais detalhada do couro cabeludo e da raiz do cabelo.

 

Quer cuidar melhor dos seus cabelos, mas não sabe por onde começar? Conheça aqui os mais modernos tratamentos para cabelos, suas vantagens e indicações.

Fonte: Brianz Cosméticos

Instituto Fios de Ouro

10 Dicas de Beleza para o Dia a Dia | Segredos de Salão

Com a rotina agitada que vivemos, quase não nos sobra tempo para cuidarmos do nosso corpo e dos nossos cabelos. Por sorte, existem hoje algumas alternativas que nos permitem cuidar da saúde e da beleza sem atrapalhar a dinâmica de nossas vidas.

Neste post daremos 10 dicas práticas de beleza para o dia a dia, para você manter os fios e a pele bonitos e saudáveis e também superar a falta de tempo. Confira agora!

1. Conheça o seu tipo de pele e cabelo

Antes de iniciar um tratamento, seja na pele ou nos cabelos, é sempre importante saber qual é o seu tipo — oleoso, seco ou misto — pois um produto que não atenda às suas necessidades pode causar reações desagradáveis e um efeito contrário ao esperado.

Portanto, sempre com o auxílio de um profissional, como seu cabeleireiro, informe-se sobre qual é o seu tipo de cabelo e couro cabeludo para adquirir os produtos recomendados para ambos. Se, mesmo assim, o efeito não for o desejado, um profissional mais qualificado como um dermatologista ou um tricologista,  poderá indicar quais são as melhores opções e tratamentos para você.

2. Desfrute dos benefícios do esfoliante

Esfoliar a pele do rosto e do corpo é importante, pois remove as células mortas e impurezas da pele, além de proporcionar aquela sensação de frescor e rejuvenescimento. Em peles oleosas e mistas, pode ser feito diariamente. Já, em pessoas com a pele mais seca, não é recomendado que seja feito diariamente pois pode ressecar demais a pele da região.

O melhor momento para realizar a esfoliação é na hora do banho, pois com a pele do corpo úmida e quente os folículos estão amolecidos e assim fica mais fácil realizar a remoção das impurezas e células mortas — e lembre-se também de fazer movimentos circulares de 15 a 20 segundos, para que a esfoliação tenha um melhor resultado.

Uma ótima dica para potencializar a esfoliação, é fazê-la na sauna, pois, devido à umidade e o calor do ambiente, os poros se abrem com mais facilidade. Essa sugestão vale também para hidratar os cabelos, pois a temperatura alta faz com que as cutículas se dilatem, o que facilita a penetração dos ingredientes ativos das máscaras.

3. Lave o rosto corretamente

Na hora de lavar o rosto, utilizar um sabonete que combine com o seu tipo de pele também é essencial para a saúde da região. Quem tem a pele muita oleosa deve optar por sabonetes específicos para combater a oleosidade e previnir espinhas e cravos que eventualmente possam aparecer ali.

Mas lembre-se que lavar demasiadamente o rosto também não é saudável para a pele. A oleosidade natural produzida por nosso organismo é importante pois oferece proteção e impermeabilização da pele e dos pelos, além de inibir a proliferação de microorganismos. O ideal é que o rosto seja lavado no máximo duas vezes ao dia.

4. Utilize um tônico ou adstringente

Esses dois produtos têm a função de complementar a limpeza da pele, removendo aquelas impurezas que tendem a ser mais difíceis de retirar utilizando somente um sabonete comum. Além de eliminar as toxinas, eles renovam as células e estimulam a circulação sanguínea. O adstringente, além de tonificar, tem ingredientes que combatem a oleosidade.

5. Use máscaras de hidratação

Além dos cuidados citados anteriormente, hidratar a pele do rosto e do corpo ao menos uma vez por semana também é importante para mantê-la saudável. A hidratação, nada mais é do que a reposição de água no organismo, seja internamente, na pele ou nos cabelos, uma vez que a água representa 60% do peso corporal de um adulto.

Existentes em diversos tipos, as mais novas máscaras de hidratação além de tratar também proporcionam agradáveis sensações na região. Algumas tem efeito calmante, outras oferecem uma sensação de refrescância na pele. Há também máscaras hidratantes que possuem colágeno em sua composição, que ajudam a manter a elasticidade do rosto, combatem o envelhecimento e proporcionam um aspecto iluminado e saudável.

6. Dedique um tempo para cuidar de seus cabelos

Ter cabelos bonitos e saudáveis é desejo e almejo de toda mulher pois, eleva a autoestima e proporciona aquela sensação de bem estar. Não importa a cor, o corte ou o estilo do penteado, basta possuir fios macios, saudáveis e brilhantes, e pronto, que venham os desafios da rotina!

Mas, ter cabelos bonitos exige alguns cuidados específicos, começando pela higienização deles. Por exemplo, o uso de shampoos livres de sulfato são uma boa opção para cabelos finos, secos ou coloridos. Já os shampoos com sulfato em sua composição, por possuírem um alto teor adstringente, eles higienizam melhor os fios com raízes oleosas.

Também é importante lembrar, que os fios não devem ser lavados diariamente, a oleosidade natural produzida pelas glândulas sebáceas é importante para lubrificá-los pois assim, mantém as cutículas seladas  e os fios ficam macios e brilhantes.

7. Utilize o secador para desembaraçar os fios

Antes de desembaraçar os fios, seque um pouco os cabelos com o secador até remover o excesso de humidade — muitos secadores hoje em dia têm íons negativos, que ajudam a selar as cutículas e removem a eletricidade estática dos fios, evitando aqueles terríveis fios arrepiados —, depois disso será muito mais fácil desembaraçá-los do que com o cabelo todo molhado.

Além disso, é importante evitar a proximidade do aparelho no cabelo e sempre que secá-los utilizar produtos que tenham função de primer e contenham proteção térmica. Pois assim, você acelera o tempo da secagem e evita queimar ou arrebentar os cabelos.

8. Faça tratamentos e hidratações semanalmente

Existem atualmente no mercado os mais diversos tipos de hidratações e tratamentos para os fios. E eles estão prontos para satisfazer as mais diversas necessidades.

Cabelos secos precisam de sessões de hidratação semanais intercaladas com aplicações de máscaras de nutrição. Já os fios com raízes oleosas podem receber os tratamentos quinzenal ou mensalmente. Jamais aplique máscaras nas raízes, e menos ainda se os seus cabelos possuírem raízes oleosas. Antes de hidratar, lave os fios com shampoos de limpeza profunda pois eles ajudam os fios a absorverem melhor os ingredientes ativos das máscaras e fazem com que eles penetrem mais profundamente no interior da fibra capilar.

9. Adquira novos hábitos alimentares

Para que seus cabelos e o corpo estejam sempre sadios e vigorosos, esteja sempre atenta à sua dieta. Alimentos ricos em proteínas, como carne, leite e ovos, fortalecem e dão mais resistência aos fios. Os cereais integrais têm muita vitamina B, que oferece nutrição para o couro cabeludo e estimula a circulação na região. Comidas gordurosas, em contrapartida, estimulam as glândulas responsáveis pela produção da oleosidade.

10. Veja mais algumas dicas, para finalizar

– Utilizar produtos da mesma marca para tratamento potencializa os resultados;

– Nunca durma com os cabelos molhados ou presos com elástico, para não deixar as madeixas fracas, e jamais utilize pente-fino, pois a estrutura capilar pode ser danificada pelo seu uso;

– Se estiver com a raiz branca e sem tempo para a coloração, utilize máscaras para cílios da mesma cor dos cabelos, pois elas disfarçam bem temporariamente; Quando for escolher um shampoo para cabelos secos, dê preferência à aqueles que tenham PH mais ácido (entre 4,5 e 5,5) ou um produto neutro;

– Se a intenção é conseguir mais volume, um shampoo com o PH mais básico (entre 7,5 e 8,5) será de grande ajuda;

– Nunca se esqueça de usar o filtro solar, tanto no corpo e rosto, quanto nos cabelos. A falta dele promove o envelhecimento da pele e tira o brilho e a suavidade dos cabelos. Ele deve ser usado todos os dias, até mesmo nos dias nublados.

 

Cuidar bem de nosso corpo e da saúde parece não ser das tarefas mais fáceis, porém, a falta de cuidados pode acarretar problemas no futuro que, muitas vezes, são irreversíveis. Portanto, que tal começar a partir de agora a colocar todas as dicas acima em prática?

Aproveite agora e Conheça a Relação Entre Cabelo e Personalidade.

Fonte: Brianz Cosméticos

Instituto Fios de Ouro

Como Fazer o Cabelo Crescer Saudável com Alimentação Adequada

Aprenda como fazer o cabelo crescer saudável através de uma simples mudança na sua rotina alimentar. O resultado vai te surpreender!

Cabelos fortes, bonitos e saudáveis, como aqueles das propagandas de shampoos podem ser mais fáceis de ter do que você imagina. Através de uma simples mudança na sua rotina é possível sim além de ter os cabelos dos sonhos, também desfrutar de uma série de outros benefícios em nosso organismo. Portanto, que tal logo após ler este artigo repensar alguns de seus hábitos alimentares e aderir uma alimentação saudável?

A beleza e vitalidade dos fios está diretamente associada à alimentação saudável, uma dieta equilibrada e que fornece todos os nutrientes necessários para nosso organismo é capaz de fortalecer os fios, evitar a queda, acelerar o crescimentos dos cabelos e manter o couro cabeludo saudável.

Frequentemente os nutricionistas recomendam a ingestão de nutrientes, vitaminas e minerais pois eles auxiliam no fortalecimento dos fios, os cabelos crescem mais fortes a partir do couro cabeludo. A Biotina e a Vitamina C precisam ser ingeridas diariamente pois nosso organismo não as acumula. Dessa forma, estamos nutrindo nosso organismo de dentro para fora. A hidratação de nosso organismo também ocupa um papel fundamental na saúde dos fios, pele e unhas, para isso, beba de 8 a 10 copos de água por dia. Vale lembrar aqui, a importância de consultar-se com um profissional antes de consumir quaisquer suplementos ou realizar mudanças bruscas em nossa alimentação.

Conheça alguns dos nutrientes que fortalecem a saúde do cabelo:

O Ferro é encontrado em carnes vermelhas, miúdos, brócolis, espinafre, lentilha, feijão. A deficiência desse mineral pode causar queda de cabelo.

O Magnésio é essencial para formação das proteínas que compõem a estrutura dos fios, como a queratina. Ele pode ser encontrado na carambola, melão, abacaxi, nozes e frutos do mar.

O Potássio mantém a flexibilidade e ajuda na hidratação, ele está presente nos alimentos como carnes magras, amêndoa, uva e semente de girassol.

O Cobre favorece no crescimento e na produção de melanina, sua principais fontes são as nozes, castanhas, legumes, grãos integrais, crustáceos, fígado.

As Proteínas estimulam o crescimento e o fortalecimento dos cabelos e são encontradas nas carnes vermelhas, frango, peixe, ovos, queijo e derivados, grãos.

A falta de Cálcio torna os fios quebradiços e finos, por isso é tão importante o consumo deste mineral, ele é encontrado no leite e em seus derivados, na sardinha e no salmão.

O Zinco estimula a multiplicação das células e auxilia no crescimento e fortalecimento dos cabelos, ele também ajuda no controle da oleosidade. Ele é encontrado em alimentos como carnes, fígado, gema de ovo, grãos integrais, crustáceos, farelos de trigo, nozes.

A Vitamina C é um poderoso antioxidante que ajuda no bom funcionamento das células. Suas principais fontes são: morango, laranja, limão, acerola, tomate e folhas verdes.

A Vitamina E previne o aparecimento dos radicais livres e auxilia na formação de novos fios. É encontrada nos óleos vegetais, nozes, amendoim, peixes, verduras e gema de ovo.

O Ômega 3 e Ômega 6 hidratam e dão força e brilho aos fios, além de trazerem uma série de outros benefícios para todo o organismo. Suas principais fontes são: linhaça, salmão, atum, sardinha, azeite, nozes, castanhas e óleos de soja, canola e milho.

Gostou? Aproveite agora e conheça os 12 alimentos que ajudam o cabelo crescer mais rápido.

 

Fonte: Brianz Cosméticos

Instituto Fios de Ouro

6 Dicas de Cuidados Com o Cabelo

Mude alguns hábitos de cuidados com o cabelo para ter fios bonitos e saudáveis sem gastar uma fortuna. Acompanhe nosso post e confira!

Não importa qual o seu tipo de cabelo — liso, crespo, cacheado, colorido, seco ou oleoso, uma coisa é certa: ele precisa de cuidados especiais para manter seus aspecto bonito e saudável.

Ao contrário do que afirmam as propagandas, esses cuidados com o cabelo vão muito além da escolha do shampoo, condicionador ou máscara de tratamento. A atenção com suas madeixas deve ser diária, desde sua higienização até a maneira como você seca, modela ou estiliza os fios.

É possível ter cabelos bonitos e saudáveis e sem gastar uma fortuna com cosméticos capilares. Para isso, basta mudar alguns hábitos e a forma como lida com as madeixas no dia a dia. Confira:

1. Fique atenta à forma que você lava seus cabelos

Você provavelmente lava seus cabelos do jeito “menos correto”, sabia? Isso acontece porque a higienização correta dos fios requer uma certa dose de atenção. Alguns fatores como a temperatura da água, a forma de aplicar os produtos, o tempo de pausa e o manuseio da quantidade certa de cada um deles são fundamentais para obter o melhor resultado.

Confira a seguir, o passo a passo para uma higienização correta e saudável:

  • antes de se jogar debaixo do chuveiro, experimente massagear o couro cabeludo enquanto sua cabeça permanece voltada para baixo (como se você estivesse tentando olhar para os dedos dos pés bem de perto) ou escove seus fios vigorosamente em diferentes direções. Isso ativará a circulação sanguínea na região da cabeça, o que estimula os folículos capilares e ajuda na remoção da poluição, sujeira e caspa acumulada entre os fios;
  • ao iniciar a higienização, evite temperaturas altas no chuveiro. A água quente super estimula as glândulas sebáceas, que por sua vez começam a produzir sebo, e pode resultar em raízes oleosas mesmo após a limpeza. Utilize água morna para manter os poros abertos enquanto você aplica o xampu. Em seguida, use a água levemente mais fria para se enxaguar e enxaguar os fios. A água mais fria no último enxágue promove a selagem das cutículas e assim, seus fios estarão cheios de brilho após o banho;
  • coloque uma quantidade de shampoo equivalente ao tamanho da moeda de R$1 na palma de sua mão e com as pontas dos dedos distribua aos poucos em regiões estratégicas da cabeça que vão ajuda a espalhar o produto, por exemplo nuca, meio da cabeça e laterais;
  • se o seu cabelo for comprido ou grosso, use um pouco mais de shampoo. Porém resista à tentação de pensar que muito shampoo deixará o seu cabelo mais limpo! Isso só vai facilitar o acúmulo do produto, que ainda pode deixar seus fios opacos, pesados e sem vida;
  • aplique o shampoo sobre os fios molhados, massageando a raiz suavemente com as pontas dos dedos (nunca com as unhas!). Deixe o shampoo de 2 a 3 minutos em pausa nos fios. A pausa é importante para que os ingredientes ativos ajam no seu potencial máximo;
  • distribua a espuma da raiz para o comprimento e pontas com suavidade, jamais esfregue com força ou friccione as pontas dos cabelos. Ao esfregar com força seus fios poderão ficar com  mesmo após o uso de máscaras e condicionadores poderá sentir que  seus fios estarão com um toque áspero;
  • enxágue bem o cabelo da raiz até as pontas, certificando-se de que todos os resíduos dos produtos aplicados foram totalmente removidos;

A frequência com que você deve lavar o cabelo fica ao seu critério, porém, os profissionais hairstylist recomendam que os fios não sejam higienizados diariamente. A oleosidade natural produzida no couro cabeludo é importante pois lubrifica os fios mantendo as cutículas seladas além de proteger a pele  do couro cabeludo.

Também é importante estar atenta para não cometer os seguintes erros na hora de limpar suas madeixas:

Friccionar os fios com força

Os fios molhados tem suas pontes de hidrogênio desconectadas, elas são responsáveis pela elasticidade dos fios, é por isso, que molhados os fios aumentam tanto seu comprimento. Assim como tornam se mais flexíveis molhados, eles também tornam se mais delicados.  O movimento de fricção ou penteá-los com força pode quebrá-los facilmente. Prefira massagear suavemente os fios molhados em vez de esfregá-los com intensidade.

Usar produtos inadequados para o seu tipo de cabelo

É importante saber que cada cabelo tem uma textura diferente, e muitas vezes os cabelos tem mais de uma necessidade. É por isso que muitas vezes aquele shampoo maravilhoso que sua amiga recomendou não funcionou para você.

Somente um profissional poderá lhe dizer quais são as necessidades de seus cabelos e quais são os produtos mais adequados para cada uma delas. Atualmente, as tecnologias dos produtos permitem que você combine diferentes linhas para tratar mais de uma necessidade ao mesmo tempo. Por exemplo, shampoo de reconstrução com condicionador de brilho. O uso de produtos adequados para as características particulares de seus fios é fundamental para que eles fiquem com aspecto saudável. Para isso, peça ajuda ao seu cabeleireiro!

Aplicar condicionador na raiz

Os hidratantes presentes nos condicionadores podem bloquear os folículos da raiz do fio, causando alguns desconfortos como oleosidade excessiva, queda e caspa. Por isso, o condicionador deve ser aplicado pelo menos após dois centímetros da raiz, somente no comprimento e pontas.

Deixar resíduos de condicionador ou máscaras

Nunca deixe de remover totalmente os produtos com efeito condicionador do seu cabelo na tentativa de mantê-lo disciplinado e macio. Para isso, existem os cosméticos leave-in e condicionadores sem enxágue.

Esse mau hábito não só é prejudicial para a aparência dos fios (que ficarão sem brilho e movimento) mas também à sua saúde, já que alguns produtos não reagem bem em contato com o calor do couro cabeludo e podem provocar irritações ou alergias.

 

2. Seque o cabelo delicadamente e use protetor térmico

Alguns cuidados com os fios também devem ser tomados na hora de secá-los. Dê preferência para tecidos com alta concentração de algodão em sua composição e seque os suavemente (sem apertar ou torcer o cabelo). Isso reduz o frizz e preserva a maleabilidade dos fios. É ótimo para amassar os cachos também para quem ama cachos!

Para tirar o excesso de umidade, use um pente ou escova com dentes largos e bolinhas nas extremidades das cerdas, para proteger os fios sem quebrá-los.

Use e abuse dos protetores térmicos, eles são grandes aliados na redução e controle de frizz além de evitar que o calor do aparelho resseque suas madeixas.

Permita que o seu cabelo seque naturalmente ás vezes. Os secadores são práticos, mas, a longo prazo, não farão bem aos seus fios. Esse aparelho pode ressecar o cabelo, deixando-o com aspecto frisado e pontas partidas. Caso você realmente precise secá-los com o secador, dê preferência para o ar na temperatura media, que não é tão nocivo quanto o quente.

Ao usar o secador, certifique-se de os fios não estão encharcados e mantenha o aparelho a uma distância de pelo menos 10 cm do couro cabeludo, para não estimular a produção excessiva de sebo. Posicione o bocal de forma paralela as suas mechas, sempre movimentando-o no sentido da raiz até as pontas.

Existe uma imensa variedade de tipos de bicos para serem usados em conjunto com o secador. Os modelos com abertura estreita, por exemplo, são bons para secar áreas específicas ou fazer escovas, direcionando o calor exatamente para onde é necessário (geralmente nas raízes, para dar mais volume ao cabelo).

Para os cabelos cacheados ou ondulados há os difusores. Essas peças nada mais são do que adaptadores grandes e circulares, responsáveis por fazer com que o calor do secador seja distribuído uniformemente, dando maior volume ao cabelo e mantendo os cachos disciplinados e bonitos.

 

3. Use Tratamentos Profissionais

Sol, cloro, mar, secador, chapinha, poluição, produtos inapropriados e diversos outros detalhes podem acabar com a saúde do seu cabelo. Os danos são diversos: alta porosidade, quebra excessiva, excesso de frizz, ressecamento. Por isso é tão importante manter uma rotina de cuidados dos fios e sempre que possível visitar o salão de beleza.

Alguns tratamentos podem ajudar você a recuperar o aspecto bonito e saudável para suas madeixas novamente. Conheça alguns:

Cauterização

A cauterização capilar é uma boa alternativa para quem possui cabelos muito secos, sem brilho ou precisam de reconstrução. Isso porque o processo repõem lipídeos, óleos, proteínas e a queratina dos fios, ou seja, age de forma mais profunda e potente que a tradicional hidratação. Esse tratamento é realizado com uma sequência de aplicações de produtos e ao final um agente selante é aplicado para cauterizar todos os nutrientes no interior da fibra.

→ CONHEÇA OS TRATAMENTOS PROFISSIONAIS DO COLOR BOUTIQUE

Reconstrução

A reconstrução é um processo que ajuda a repor a queratina do cabelo. A queratina costuma ser eliminada com a exposição solar, alisamentos ou processos químicos. Algumas linhas, como a linha FibreForce da Schwarzkopf, apresentam queratina hidrolisada, que é a menor molécula de queratina disponível no mercado. Isso ajuda com que o tratamento penetre nas mais profundas camadas do córtex dos fios e preencha até as menores fissuras. Os resultados são perceptíveis já após a primeira sessão.

Apesar do nome, esse tratamento não tem nada de agressivo ou radical, e pode até mesmo ser realizado em casa, com o uso de cosméticos próprios. Em geral tratamentos profissionais realizados nos salões de beleza apresentam resultados ainda mais notáveis.

Hidratação

Você provavelmente já deve saber que a hidratar os cabelos com frequência é essencial, independentemente do seu tipo de cabelo. Os fios são compostos entre 10% e 15% de água e o tratamento de hidratação age repondo água no interior da fibra capilar. É importante realizar essa reposição pois os fios perdem água naturalmente, simplesmente pelo processo de oxidação do ar.

Os tratamentos de hidratação em geral são rápidos e pode ser feito tanto em casa quanto no salão de beleza. Os melhores salões de beleza utilizam modernos produtos profissionais, que são mais potentes que os produtos encontrados nas perfumarias. De forma complementar, seu cabeleireiro pode fazer uso do vapor para melhorar a penetração dos nutrientes no couro cabeludo e comprimento dos fios.

 

Fonte: Brianz Cosméticos

Instituto Fios de Ouro

8 Vitaminas para o Cabelo Crescer Rápido e Saudável

Cabelos saudáveis ​​são um sinal de beleza e bem estar. Conheça 8 vitaminas e nutrientes para o cabelo crescer rápido, saudável e bonito.

Como qualquer outra parte do seu corpo, o cabelo precisa de uma variedade de nutrientes para crescer saudável e bonito. De fato, muitas deficiências nutricionais estão ligadas à queda de cabelo. Embora fatores como idade, genética e hormônios também afetem o crescimento do cabelo, a ingestão ideal de vitaminas e nutrientes é fundamental.

A seguir estão 5 Vitaminas e 3 Nutrientes, presentes em alimentos comuns e fáceis de encontrar e que são muito importantes para o crescimento do cabelo.

1. Vitamina A

Todas as células precisam de Vitamina A para o  seu crescimento. Isso inclui o cabelo, o tecido que mais cresce no corpo humano. A Vitamina A também ajuda as glândulas da pele a produzir uma substância oleosa chamada sebo. O sebo hidrata o couro cabeludo e contribui para manter o cabelo saudável.

Dietas deficientes em Vitamina A podem levar a vários problemas, incluindo perda de cabelo. Embora seja importante obter Vitamina A suficiente, muito pode ser perigoso: fontes científicas citam que uma overdose de Vitamina A pode contribuir para a queda de cabelo. Alimentos como batata-doce, cenoura, abóbora, espinafre e couve são todos ricos em Beta-Caroteno, que é transformado em Vitamina A.

A Vitamina A também pode ser encontrada em produtos de origem animal, como leite, ovos e iogurte. O óleo de fígado de bacalhau é uma fonte particularmente boa.

RESUMINDO:
Seu cabelo precisa de Vitamina A para manter-se hidratado e crescer. Boas fontes incluem batata-doce, cenoura, espinafre, couve e alguns alimentos de origem animal.

2. Vitaminas B

Uma das vitaminas mais conhecidas para o crescimento do cabelo é a Vitamina B7, chamada de Biotina.  Sua deficiência é muito rara porque ela ocorre naturalmente em uma ampla variedade de alimentos. Por isso que, no caso da falta da Biotina, suplementos apresentam bons resultados rapidamente.

Outras Vitaminas B ajudam a criar glóbulos vermelhos, que transportam oxigênio e nutrientes para o couro cabeludo e folículos pilosos. Esses processos são importantes para o crescimento do cabelo. Você pode obter Vitaminas do Complexo B de muitos alimentos, incluindo grãos integrais, amêndoas, carne, peixe, frutos do mar e folhas verdes escuras.

Além disso, alimentos de origem animal são boas fontes de Vitamina B12. Então, se você está seguindo uma dieta vegetariana ou vegana , considere tomar um suplemento.

CONCLUSÃO:
As Vitaminas B ajudam a transportar oxigênio e nutrientes para o couro cabeludo, o que ajuda no crescimento do cabelo. Grãos integrais, carne, frutos do mar e folhas verdes escuras são boas fontes de vitaminas do Complexo B.

3. Vitamina C

Os danos dos radicais livres podem bloquear o crescimento e causar o envelhecimento do cabelo. A Vitamina C, ou Ácido Ascórbico, é um poderoso antioxidante que ajuda a proteger contra o estresse oxidativo causado pelos radicais livres.

Além disso, seu corpo precisa de Vitamina C para criar uma proteína conhecida como Colágeno – uma parte importante da estrutura do cabelo. A Vitamina C também ajuda o corpo a absorver o Ferro, um mineral necessário para o crescimento do cabelo. Morangos, pimentos, goiabas e frutas cítricas são boas fontes de Vitamina C.

RESUMINDO:
A Vitamina C é necessária para fazer o Colágeno e pode ajudar a evitar que o cabelo envelheça. Boas fontes incluem pimentas, frutas cítricas e morangos.

4. Vitamina D

Baixos níveis de Vitamina D estão ligados à alopecia, um termo técnico para queda de cabelo. A Vitamina D pode ajudar a criar novos folículos – os minúsculos poros no couro cabeludo onde o cabelo novo pode crescer.

Acredita-se que a Vitamina D desempenha um papel na produção de cabelos, mas a maioria das pesquisas se concentra nos receptores de Vitamina D. O papel real da Vitamina D no crescimento do cabelo é desconhecido. Dito isto, a maioria das pessoas não obtém vitamina D suficiente e pode ser uma boa ideia aumentar a sua ingestão.

Seu corpo produz Vitamina D através do contato direto com os raios do sol. Boas fontes alimentares de Vitamina D incluem peixe gordo, óleo de fígado de bacalhau, alguns cogumelos e alimentos fortificados. Se você mora em locais com longos períodos nublados, você provavelmente precisará ingerir Vitamina D complementar. Consulte seu médico.

RESUMINDO:
O papel real da Vitamina D no crescimento do cabelo não é compreendido inteiramente, mas a perda de cabelo está ligada às deficiências. Você pode aumentar os níveis de Vitamina D através da exposição ao sol ou comendo certos alimentos.

5. Vitamina E

Semelhante à vitamina C, a Vitamina E, ou Tocoferol é um antioxidante que pode prevenir o estresse oxidativo. Com resultados publicados em um estudo científico, pessoas com perda de cabelo experimentaram um aumento de 34,5% no crescimento capilar após suplementação com vitamina E por 8 meses. O grupo placebo teve apenas um aumento de 0,1%. Sementes de girassol, amêndoas, espinafre e abacate são boas fontes de vitamina E.

RESUMINDO:
A Vitamina E ajuda a prevenir o estresse oxidativo e estimula o crescimento do cabelo. Boas fontes alimentares incluem sementes de girassol, amêndoas, espinafre e abacate.

Fonte: Brianz Cosméticos

Instituto Fios de Ouro

12